Consequências de diferentes modelagens de emissões de pesticidas: estudo de caso para a cultura da soja no Brasil

Autores

Palavras-chave:

Ecosfera, Tecnosfera, Ecoinvent, PestLCI

Resumo

Os impactos provenientes do uso de pesticidas é um dos principais problemas ambientais na agricultura e oferece riscos tanto ao ambiente quanto aos seres humanos. Mesmo a metodologias de Avaliação do Ciclo de Vida (ACV), uma das principais para avaliar sistemas de produção, têm encontrado dificuldades para determinar os impactos de (eco)toxicidade de pesticidas. A falta de compreensão na relação entre sistema de produção e compartimento de emissão ambiental é um dos problemas. Assim, este estudo teve o intuito de avaliar dois métodos de modelagem – e duas definições de compartimentos de emissão ambiental, ecosfera e tecnosfera – para pesticidas: 100% das emissões para solo e PestLCI. Consideramos duas técnicas de cultivos de soja, manejo integrado de pragas e doenças (MIP-MID) e aplicação calendarizada. Para avaliar os impactos adotamos dois métodos: USEtox e ReCiPe. Observamos na avaliação pelo USEtox a categoria de toxicidade humana, sofreram poucas alterações, diferente da categoria de ecotoxicidade de água doce. Para o ReCiPe que a maioria das categorias de impactos sofreram poucas alterações, exceto as categorias de ecotoxicidade, terrestre e de água doce. Portanto, apesar da diferença de modelagem e compartimentos de emissão, nenhum consenso tem sido alcançado sobre o enquadramento dos compartimentos entre ecosfera e tecnosfera. Mas, observamos que a combinação das diferentes modelagem junto aos diferentes métodos de avaliação de impactos influenciam principalmente nas categorias de impactos de (eco)toxicidade, das quais são mais sensível a definição dos compartimentos de emissões

Biografias dos autores

Kássio Ricardo Garcia Lucas, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil

http://lattes.cnpq.br/7087818762319883

Maurício Ursi Ventura, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil

http://lattes.cnpq.br/4519731713713970

Robson Rolland Monticelli Barizon, Embrapa Meio Ambiente Rodovia, Jaguariúna, SP, Brasil

http://lattes.cnpq.br/2551076519796553

Marília Ieda da Silveira Folegatti-Matsuura, Embrapa Meio Ambiente Rodovia, Jaguariúna, SP, Brasil

http://lattes.cnpq.br/4326376230054841

Juliana Ferreira Picoli, Embrapa Meio Ambiente Rodovia, Jaguariúna, SP, Brasil

http://lattes.cnpq.br/2283238330774932

Ricardo Ralisch, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR, Brasil

http://lattes.cnpq.br/3620197655490764

Referências

BESSOU, C., LEHUGER, S., GABRIELLE, B., MARY, B., 2013. Using a crop model to account for the effects of local factors on the LCA of sugar beet ethanol in Picardy region, France. The International Journal of Life Cycle Assessment. vol.18, p. 24-36. https://doi:10.1007/s11367-012-0457-0. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11367-012-0457-0

Canals, L.M., 2003. Contributions to LCA methodology for agricultural systems. Tese (Doutorado em Ciència i Tecnologia Ambientals). Barcelona, CAT: Universitat Autònoma de Barcelona, Faculdade de Ciències. Disponível em: https://www.tdx.cat/handle/10803/3155;jsessionid=2FC074C61DA6BD18F43523E9739C49C4#page=1

DIJKMAN, T.J., 2013. Modelling of pesticide emissions for Life Cycle Inventory analysis: Model development, applications and implications. Tese (Doutorado em Management Engineering). Lyngby, Dinamarca: Techinical University of Denmark, Faculdade de Management Engineering. Disponível em: https://orbit.dtu.dk/en/publications/modelling-of-pesticide-emissions-for-life-cycle-inventory-analysi

DIJKMAN, T.J., BIRKVED, M., HAUSCHILD, M.Z., 2012. PestLCI 2.0: a second generation model for estimating emissions of pesticides from arable land in LCA. The International Journal of Life Cycle Assessment. vol. 17, p. 973-986. https://doi.org/10.1007/s11367-012-0439-2. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11367-012-0439-2

IPCC, 2006. N2O emissions from managed soils, and CO2 emissions from lime and urea application. In: IPCC. Guidelines for national greenhouse gas inventories: Agriculture, forestry and other land use. Japan: IPCC.

ISO 14044, 2009. Environmental Management Life Cycle Assessment Requirements and Guidelines. Geneva, Switzerland.

NEMECEK, T., SCHNETZER, J., 2011. Methods of assessment of direct field emissions for LCIs of agricultural productions systems. data v3.0. Zürich: ART. p. 34. (Ecoinvent Report, 15).

PICOLI, J.F., BARIZON, R.R.M., BIRKVED, M., FOLEGATTI-MATSUURA, M.S., 2018. Modeling of pesticide emissions for life cycle assessment of agricultural products. In IV Congresso Brasileiro de Gestão do Ciclo de Vida – GCV 2018, p. 193-198. Brasília, DF: Ibict.

RENAUD-GENTIÉ, C., DIJKMAN, T.J., BJORN, A., BIRKVED, M., 2015. Pesticide emission modelling and freshwater ecotoxicity assessment for Grapevine LCA: adaptation of PestLCI 2.0 to viticulture. The International Journal of Life Cycle Assessment, vol. 20, p. 1578-1543. https://doi.org/10.1007/s11367-015-0949-9. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11367-015-0949-9

Downloads

Publicado

30/08/2021

Como citar

Lucas, K. R. G., Ventura, M. U., Barizon, R. R. M., Folegatti-Matsuura, M. I. da S., Picoli, J. F., & Ralisch, R. (2021). Consequências de diferentes modelagens de emissões de pesticidas: estudo de caso para a cultura da soja no Brasil. LALCA: Revista Latino-Americana Em Avaliação Do Ciclo De Vida, 5, e55186. Recuperado de http://lalca.acv.ibict.br/lalca/article/view/5186

Edição

Seção

Artigos Originais